Sites dos Distritos Rotários no Brasil

sábado, 30 de julho de 2011

PAPEL DO GOVERNADOR ASSISTENTE

A chave mestra


Alberto Bittencourt
sempre oportuno discutir o papel do governador assistente. É sempre importante refletir os motivos pelos quais o RI criou essa função, e saber o porquê de sua existência, a razão e a finalidade desse cargo na estrutura distrital. O governador assistente faz parte de um contexto chamado PLD – Plano de Liderança Distrital – estabelecido a partir de 1996. O PLD congrega os principais líderes com potencial para exercer a função de governador, a fim de assessorá-lo e ajudá-lo no desempenho de seu papel para que ele cumpra bem a missão que lhe foi confiada.
   O governador assistente é o principal instrumento através do qual o governador executa sua política de administração. Ele é o principal veículo de comunicação entre o distrito e o clube.
   O governador assistente ajuda os presidentes eleitos na definição das suas metas, antes mesmo de suas posses.
   O governador assistente visita os clubes de sua área no mínimo uma vez por mês. Em todas as visitas, ele transmite mensagens do governador. Ele nunca entra mudo e sai calado de uma reunião plenária. Ele é um líder. Todos querem ouvir sua voz, sua palavra de orientação, de apoio, de instrução e de esclarecimento. Querem saber notícias da governadoria, o que faz o governador distrital naquele momento, querem relembrar os programas, as metas a serem perseguidas e atingidas pelo distrito, querem saber o que se espera do clube que ele visita.

      Por clubes mais eficazes
   O governador assistente usa a técnica da impregnação. A palavra impregnar vem de “prego”, “preencher”. Como o prego que aos poucos preenche o espaço na madeira, o governador assistente preenche a mente dos rotarianos com novas idéias. Sua missão é impregnar a consciência dos companheiros para mudar as estruturas arcaicas, mortas, estagnadas, quebrar a rotina improdutiva, de forma a tornar o clube mais eficaz.
   O governador assistente fornece ao governador do distrito informações atualizadas sobre os pontos fortes e fracos dos clubes. Ele conhece as metas das Quatro Avenidas, monitora a performance dos RCs na prestação de serviços, promove o reconhecimento de projetos e rotarianos que tenham se destacado, e procura identificar líderes para servir em âmbito distrital.
   O governador assistente identifica clubes que precisam de atenção especial. Ele tem um papel fundamental na recuperação daqueles em vias de extinção, ou de serem fechados pelo Rotary International. Nos clubes com menos de 25 sócios, o governador assistente estimula o presidente e os demais membros a iniciar o aumento rápido do quadro social através de campanhas. Se o clube agoniza, ele se muda para lá, passa a freqüentar todas as suas reuniões plenárias. Junto com o presidente, visita profissionais qualificados da comunidade e procura trazê-los para dentro do Rotary, convidando-os para integrar a maior ONG do mundo na busca da paz e da compreensão mundial, lembrando que há jeitos diferentes de se dizer as coisas. Se o clube está devendo ao RI, ele estabelece com o presidente um cronograma de pagamento, e trabalha intensamente até a sua recuperação total.
   O governador assistente sabe tudo a respeito dos clubes de sua jurisdição. Ele nunca se atrasa no envio dos relatórios ao governador. Se o clube tem dificuldades para informar a freqüência mensal, ele não descansa enquanto não regulariza esse fluxo de informações, a tempo de que seja publicado na carta mensal.
   O governador assistente participa da assembléia de planejamento e de preparação da Visita Oficial do governador. Ele transmite ao presidente e ao conselho diretor as diretrizes do governador. Ele analisa o programa da Visita Oficial e debate os problemas do clube. Os pontos de destaque, a serem ressaltados, são cuidadosamente examinados e discutidos com antecedência. Enfim: ele tem a missão de preparar o terreno, estabelecer a “cabeça-de-ponte”, aquela que, no jargão militar, abre os caminhos para a conquista do território – no caso, a visita do governador.

      Apoiando o distrito
   O governador assistente trabalha em prol da governadoria. Não apenas ajuda a estabelecer as metas do distrito, como também fornece dados ao governador eleito, na fase de planejamento, para ajudar na escolha dos membros de sua equipe. Ele sempre representa o governador do distrito em assembléias de clubes, seminários, interclubes, onde quer que o governador não possa estar presente.
   O governador assistente auxilia as comissões distritais. É o porta-voz dessas comissões na divulgação de seus programas. Difunde os editais de convocação para seminários, interclubes e reuniões distritais. Convoca os clubes a participarem de programas de intercâmbio de jovens, IGEs, bolsas educacionais ou voluntários do Rotary. Estimula os companheiros a realizarem projetos da Fundação Rotária. Auxilia a Comissão Distrital da Fundação Rotária na busca de parcerias. Acompanha o andamento dos projetos, empenha-se para que os relatórios sejam encaminhados no prazo correto. O governador assistente ajuda a Comissão Distrital da Família a alcançar seu objetivo: trazer os familiares do rotariano para dentro do Rotary. Por isso, incentiva visitas aos companheiros que se afastaram, às famílias dos companheiros mortos e colabora nos programas de companheirismo.
   O governador assistente é um baluarte dentro do distrito. Ele foi escolhido a dedo pelo governador. Ele é a chave mestra para a administração do distrito. Existem outras chaves, mas esta é suficiente para abrir todas as portas.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seus pensamentos à respeito do assunto. Será de grande valia para que possamos obter melhoria contínua.